quinta-feira, maio 06, 2010

Alexandre Cabanel-O Nascimento de Vénus

Alexandre Cabanel nasceu em Montpellier em 28 de Setembro de 1823 e morreu em Paris a 23 de Janeiro de 1889. Foi um explêndido pintor francês, representante do Classicismo Académico, cujas obras vão muito na linha das do pintor inglês L.Alma Tadema (que já anteriormente abordei aqui).Tal como Alma Tadema também Alexandre Cabanel dedicou-se nas suas obras a retratar temas históricos, mitológicos e religiosos. Foi também autor de retratos, paisagens e composições decorativas, sendo também um excelente aquarelista. Em 1840 entrou para a École des Beaux Arts em Paris onde foi aluno do pinror Picot. Mais tarde seria nomeado professor dessa famosa escola. Apresentou-se várias vezes no Salão das Artes de Paris, tendo sido premiado com uma medalha de segunda classe em 1852, uma de primeira em 1855 e com a medalha de honra em 1865 e 1867. Amigo de Napoleão III, recebeu a incumbência de pintar importantes obras para decoração dos palácios imperiais. Foi um dos mestres e grande mentor artístico dos pintores portugueses António da Silva Porto, João Marques de Oliveira, Rodolfo Amoedo e Almeida Júnior, em Paris.
A obra que aqui aparece, "O Nascimento de Vénus", foi exposta no Salão dos Artistas Franceses em 1863 e foi objecto de grande admiração por parte do público, pois representava a máxima expressão do gosto artístico da época, tendo sido adquirida pelo próprio Napoleão III.Nela podemos ver Vénus, deusa que tinha sido representada em múltiplas obras do Renascimento, e cuja inspiração tinha sido encontrada na obra de Rafael, o"O Triunfo de Galateia" de 1511.Vénus surge adormecida sobre as ondas agitadas de um mar verde esmeralda, enquanto alguns putti voam em seu redor num céu azulado.A composição encontra-se mergulhada numa luz celestial, feita de tonalidades rosas, azuis e verdes. O anjinho situado à esquerda da composição assopra num búzio com a finalidade de distrair Vénus.O corpo desta é pálido e poderá ser comparada com os finos e delicados mármores de alabastro.Esta imagem tem também uma incrível semelhança com muitas das representações das Vénus da Antiguidade, facto que fascinou Napoleão.A obra é óleo sobre tela tem 1.30x2,25 cm e pode ser apreciada no Museu D'Orsay em Paris.O filme que fiz procura mostrar outras obras deste extraordinário pintor.
video

Sem comentários: