segunda-feira, dezembro 31, 2012

Feliz Ano de 2013

Venho aqui desejar aos meus leitores um FELIZ ANO de 2013, cheio de Saúde, Alegria, Paz, Amor,Compreensão, Solidariedade, Sinceridade, Sexo  e...muito Dinheiro!
Para terminar o ano em beleza nada melhor do que uma compilação de alguns dos milhares de filmes (alguns deles absolutamente fantásticos!!!) que estrearam neste ano que finda hoje.
A todos um BEM HAJA!


domingo, dezembro 23, 2012

BOAS FESTAS


Fray J.B.Maino-Adoração dos Pastores

VENHO DESEJAR BOAS FESTAS A TODAS AS PESSOAS QUE VISITAM REGULARMENTE O MEU BLOGUE.
TUDO DE BOM PARA VOCÊS MEUS QUERIDOS AMIGOS.
BEIJINHOS GRANDES

terça-feira, dezembro 18, 2012

Filmagens Interessantes

Filmado no Canadá
http://www.youtube.com/watch_popup?v=794wEIbHlDc&vq=large

 
Este é um catálogo holandês de venda pela Internet.Abre o site, espera um pouco e não mexas em nada.É, provavelmente, uma das publicidades mais criativas dentro ou fora da Internet.
http://producten.hema.nl
 

segunda-feira, dezembro 17, 2012

Jamie Fox feat Drake


Calendário Maia

A NASA tem tanta certeza de que o mundo não acabará em 21 de Dezembro, que já lançou o vídeo para o dia seguinte...

domingo, dezembro 09, 2012

Cloud Atlas

Apesar de eu já ter lido que o livro  de onde foi retirado este novo filme  dos irmãos Wachowski, nomeadamente Andy e Lana Wachowski ser de leitura entediante e intrigante, gostei do modo como o filme conseguiu ser realizado. Se o livro é aborrecido o filme não o é. Ambos os realizadores juntamente com Tom Tykwer, conseguem prender-nos ao filme do princípio ao fim. As críticas ao mesmo não têm sido unânimes, posto que este Cloud Atlas é do género ou ama ou odeia-me. Eu optei por amá-lo, não porque me surpreendesse por além(se alguém vai ali a espera de um novo A Árvore da Vida sai bem enganado), nem pelas prestações várias e algo difíceis de Tom Hanks, Halle Berry, Hugo Weaving, James D'Arcy, Susan Sarandon,Jim Sturgess, Hugh Grant, Bae Doo Na,Ben Whishaw,Jim Broadbent, entre outros, mas sim pela ligação muito bem conseguida entre todas as personagens, que viajando entre o tempo presente, passado e futuro pós apocalipto, nos vão mostrando que as qualidades e defeitos dos seres humanos estão e estarão sempre presentes, por mais evoluída que uma sociedade seja e não é sem razão que o autor situa o futuro numa época que poderíamos considerar do mais primitivo que possa haver, fazendo com que a humanidade regrida até aos seus mais básicos instintos. Gostei da ligação Halle Barry/Tom Hanks, (algo que nunca acharia possível), gostei do papel desempenhado por Ben Whishaw, um compositor que cria algo maior que a própria vida e cuja obra prepassará por gerações e de Hugo Weaving um actor fetiche para esta dupla de realizadores e que apesar de não nos surpreender com grandes papéis é sempre um valor muito seguro. Susan Sarandon, glamorosa como sempre.A actriz Bae Doo Na o mais perfeito ser aleígena que temos actualmente em termos cinematográficos. Não dei por mal empregue o bilhete de cinema. O filme é longo mas o enredo é de tal modo absorvente que nos prega  literalmente à cadeira do cinema. Gostei.
 
 

O Homem e a Natureza

Momentos sem palavras, a natureza e o homem, imagens cuja beleza arrepia.
Música:Steve Jablonsky

quarta-feira, dezembro 05, 2012

Sísifo e Cassandra

Se há duas personalidades na mitologia grega que eu gosto  são as de Sísifo e de Cassandra. Gosto delas pela tragédia que  os impregna e pela quantidade de teorias, filmes, livros, peças de teatro, ensaios,obras de arte, etc, que ambas sempre proporcionaram até aos dias de hoje. Há coisa de uns dias aluguei um filme e todo ele girava em torno de Sísifo e via-se que o realizador tinha um carinho especial por essa personagem, conseguindo transpor a  desgraça deste personagem, para o filme, colocando na sua 'pele' uma personagem feminina condenada ad eternum a realizar sempre a mesma viagem, vezes sem conta , visto ter tido a ousadia de enganar/fintar a morte. O filme era terrível na sua essência e no fim, tudo recomeçava, posto que aquela mulher estava condenada para sempre sem que contudo no eterno reinicio da sua eterna viagem, não ter a capacidade de perceber que iria repeti-la pela enésima vez. Castigo terrível!
Mas quem foi Sísifo?
Sísifo, rei da Tessália e de Enarete, era o filho de Éolo. Fundador da cidade de Éfira, que mais tarde veio a chamar-se Corinto, e também dos jogos de Ístmia (ou Ístmicos). Sísifo tinha a reputação de ser o mais habilidoso e esperto dos homens e por esta razão dizia-se que era pai de Ulisses. Sísifo despertou a ira de Zeus quando contou ao deus dos rios, Asopo, que Zeus tinha sequestrado a sua filha Egina. Zeus mandou o deus da morte, Tanatos, perseguir Sísifo, mas este conseguiu enganá-lo e prender Tanatos.
A prisão de Tanatos impedia que os mortos pudessem alcançar o Reino das Trevas, tendo sido necessário que fosse libertado por Ares. Foi então que Sísifo, não podendo escapar ao seu destino de morte, instruiu a sua mulher a não lhe prestar exéquias fúnebres.
Quando chegou ao mundo dos mortos, queixou-se a Hades, soberano do reino das sombras, da negligência da sua mulher e pediu-lhe para voltar ao mundo dos vivos apenas por um curto período, para a castigar. Hades deu-lhe permissão para regressar, mas quando Sísifo voltou ao mundo dos vivos, não quis mais voltar ao mundo dos mortos. Hermes, o Deus mensageiro e condutor das almas para o Além, decidiu então castigá-lo pessoalmente, infligindo-lhe um duro castigo, pior do que a morte. Sísifo foi condenado para todo o sempre a empurrar uma pedra até ao cimo de um monte, caindo a pedra invariavelmente da montanha sempre que o topo era atingido. Este processo seria sempre repetido até à eternidade.Há imagens, pequenos filmes, cartoons, etc, que ilustram a imagem deste ser carregando com grande esforço a sua pedra montanha acima. bem que a tenta manter lá, mas inexoravelmente ela rola montanha abaixo e ele terá que recomeçar a sua tarefa novamente. Dar-se-á ele conta de que o faz para toda a eternidade'?Não sei!Esperemos que não. Esperemos que entregue a esta tarefa insana viva alheado de tudo e de todos. Que  apenas viva para a sua maldição, punição e agonia.
 
Cassandra é uma desgraçada. Reza a história que esta personagem tinha um irmão gémeo, de seu nome Heleno. Ambos quando eram crianças foram para o templo  de Apolo brincar. Distraídos que estavam não deram conta que tinha anoitecido. Passaram então a noite nesse local.De manhã quando deram conta que ambas as crianças estavam perdidas, toda a gente os procurou e quando os encontraram depararam-se com ambos deitados sobre serpentes que passavam as suas línguas dentro dos seus ouvidos. Como resultado disso ambas as crianças tornaram-se tão sensíveis a nível auditivo que isso lhes permitia ouvir as vozes dos deuses. Cassandra foi crescendo tornando-se uma jovem de beleza estonteante e devota servidora do Deus Apolo. Este deslumbrado com  a sua beleza ensinou-lhe os dons da profecia e Cassandra tornou-se  uma profetisa. Contudo, há um senão. Casta que era ela recusa-se a dormir com Apolo. Este despeitado lança-lhe uma maldição, a de que ninguém jamais viria a acreditar nas suas previsões ou profecias. Assim, Cassandra passa a ser considerada louca ao tentar comunicar a população troiana as previsões de desgraça a que a cidade estava fadada nomeadamente a tomada da cidade de Tróia, e nem as suas advertências ao rei Príamo sobre o embuste do cavalo que os gregos introduziram na cidade tiveram qualquer credibilidade. Como resultado disso a cidade foi tomada. Cassandra refugia-se no templo de Atena onde é descoberta pelo brutal Ájax e violada. Há histórias que a dão como vendida a Agamenon, que a leva para Micenas onde mais tarde, devido à sua beleza, acaba por provocar ciúmes à rainha Clitemnesta que a manda assassinar. Há outras versões que não são tão trágicas sobre o fim desta mulher, nomeadamente o arrependimento de Ájax sobre a infâmia que tinha cometido sobre ela, doando  uma cidade  à mesma e um templo onde seria adorada.
Cassandra é  a personificação da desgraça.É aquela figura do mau agoiro, aquela que tenta avisar para futuros funestos mas que ninguém liga, aquela que prevê o nosso  próximo passo que ninguém escuta.  Ela sofre com o horror da adivinhação do futuro de todos aqueles que a rodeiam, juntando-se a isso a agonia  de não ser ouvida. Um dom  maravilhoso, que acaba por ser uma maldição, posto que por mais que ela possa saber aquilo que o futuro  espera  aos que a rodeiam depara-se com o muro da total descrença nesse mesmo futuro. De facto a adivinhação do nosso futuro é um dom que aos humanos não é concedido e ao ser, surge a maldição de não se  ser ouvido.Os deuses sabem fazer as coisas!

O Grande Ditador

O clássico 'O Grande Ditador' de 'sir' Charles Chaplin tem 72 anos. O famoso discurso final está mais actual do que nunca.

 

Kamasutra do Século XXI


segunda-feira, dezembro 03, 2012